Acessibilidade: A+ A() A-

 Notícias

Seleção de prioridades na saúde ajudará na formulação de projetos

Com dados e estatísticas, técnicos da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) estão expondo a profissionais da área, professores e pesquisadores um diagnóstico situacional de como se encontram diversos segmentos da saúde no Amapá. A intenção é dar subsídios que estimulem a elaboração de projetos que possam contribuir para uma melhoria significativa na qualidade da assistência.

Elaborados, os projetos passarão por seleção da Fundação de Amparo à Pesquisa do Amapá (Fapeap), vinculada à Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia (Setec). O objetivo do Programa de Pesquisa para Saúde - Gestão Compartilhada em Saúde (PPSUS) é fortalecer as capacidades locais de pesquisa, com o investimento destinado à ciência, tecnologia e inovação na área da saúde. O edital para o custeio de novos projetos será lançado após o processo de definição das prioridades.

"Os técnicos que definirão quais os segmentos onde há a necessidade de se apresentar respostas. Se é na área de doenças crônicas não transmissíveis; gestão; violência, acidentes e traumas, por exemplo. Então, a partir destas definições, serão elaborados projetos, com base em estudos, que venham a ser custeados por esse programa criado pelo Ministério da Saúde, para resolver algumas lacunas na rede", falou a diretora da Fapeap, Mary de Fátima Guedes.

Em sua 4ª edição, iniciada em 2015 com previsão de encerramento para este ano, o programa recebeu um aporte financeiro de R$ 360 mil, contemplando 11 projetos. Após a execução desses projetos, o Ministério da Saúde autorizou uma nova edição complementar devido o sucesso do programa no Amapá, e disponibilizou mais R$ 200 mil para a execução de outros 8 projetos.

Para a secretária interina de atenção à saúde, Giovanete Tavora, o programa tem sido um grande aliado da rede pública de saúde, no Amapá. "Todos os projetos que surgem no programa nos proporcionam excelentes ganhos para a rede, seja na área da assistência ou de gestão. Então, os que forem selecionados para a próxima edição, com certeza, serão muito úteis", comentou.

Programa

O programa do Ministério da Saúde em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) é estabelecido através de um convênio entre a Fapeap e o CNPq, e envolve uma contrapartida financeira do Governo do Amapá, através da Secretaria de Estado da Saúde.

O programa existe desde 2004 no Amapá e já custeou 30 projetos no valor global de aproximadamente  R$1.500.000,00 (um milhão e quinhentos mil reais), durante este período. O seminário de apresentação dos resultados parciais está previsto para o mês de outubro deste ano.

FAPEAP - Fundação de Amparo à Pesquisa do Amapá
Centro de Incubação de Empresas, Ramal da Unifap,KM 02 da Rodovia JK
Bairro:Marco Zero - CEP:68903-329
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP
2019 - Licença Creative Commons 3.0 International

Amapá